Tradutor / Translator


English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Vai ser santo?! Comece logo...



Algumas pessoas costumam dizer que, realmente, querem ser santas, que vão se empenhar, que, usando a terminologia paulina, vão "combater o bom combate". Mas isto dizem sem qualquer intenção de iniciar imediatamente. Parece que não há pressa... E, como se estivessem a declarar qualquer coisa de interessante, falam solenemente: "Estou esperando o momento certo; algo que marque o começo". Muitos se decidem começar no início do ano, mas... o ano novo chega, e nada de pôr em prática. E isto se deve, antes de tudo, à imaturidade com que vemos o dever da santidade.. Sim, dever! "Sede santos" é uma ordem!

Neste intenção, disponibilizo um texto de um escritor muito suave, muito carinhoso, e que bem poderia ser o "marco" pelo qual esperam tantos relaxados, entre eles, talvez eu também. O nome do escritor não conhecemos; sabemos apenas que é do século XIV e que escreveu um clássico da mística católica, particularmente da teologia apofática: "A Nuvem do Não-Saber". Segue o texto... Notem a brandura do escritor:

"E agora, débil miserável, ergue o teu olhar e repara no que és. Quem és tu, quais os teus méritos, para o Senhor te haver chamado desse modo? Oh!, mísero coração sem energia, adormecido na preguiça, que te não acorda nem a atração deste amor, nem a voz deste chamamento! Acautela-te, desgraçado, porque no tempo presente te espreita o Inimigo. Nunca te julgues mais santo nem melhor, seja pelo valor da tua vocação, seja pela singular forma de vida que abraçaste. Considera-te, antes, mais desgraçado e maldito, se, com o auxílio da graça e da direção espiritual, não fazes da melhor forma o que está ao teu alcance para viveres segundo a tua vocação. Devias ser tanto mais humilde e afetuoso para com o teu Esposo espiritual, quanto é certo que Ele - o Deus todo-poderoso, Rei dos reis e Senhor dos senhores! - resolveu humilhar-se para descer ao teu nível, graciosamente te quis escolher dentre as ovelhas do seu rebanho, para seres um dos seus amigos especiais, e a seguir te colocou num lugar de pastagem, para aí seres alimentado com a doçura do seu amor, como prelúdio da tua herança: o reino do Céu.

Continua, pois, eu te rogo, continua com toda a rapidez. Olha agora para diante e deixa o que está para trás. Vê o que te falta ainda e não o que já tens, pois essa é a melhor maneira de adquirir e conservar a humildade. A partir de agora, toda a tua vida deve ser, por completo, um desejo, pois só assim poderás crescer na perfeição. Tal desejo, por seu turno, deve ser sempre despertado na tua vontade, pela mão de Deus todo-poderoso, aliada ao teu consentimento.

Uma coisa, entretanto, te afirmo: Deus é um amante ciumento, que não tolera rivalidades, e não quererá atuar na tua vontade, se não estiver a sós contigo. Ele não busca nenhuma ajuda, só te busca a ti mesmo. Toda a sua vontade é que te limites a olhá-Lo e O deixes agir sozinho. Guarda as janelas e a porta contra a invasão das moscas e o assalto dos inimigos. E se te dispuseres a fazer isso, só terás de O invocar com insistência humilde na oração, que logo Ele virá em teu auxílio. Insiste, pois;mostra as tuas disposições. Ele está mais que pronto e apenas te aguarda."

A Nuvem do Não-Saber, Anônimo do século XIV.

"Sim sinhô"...rs..
Blog Widget by LinkWithin

2 comentários:

Fique à vontade para comentar. Mas, se for criticar, atenha-se aos argumentos. Pax.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...